quinta-feira, 30 de setembro de 2010

XERIFE FABIO SOUZA RENOVA CONTRATO

Já pensando no futuro, o departamento de futebol renovou na tarde desta quinta-feira o contrato do zagueiro Fabio Souza. Natural de Cachoeira do Sul,  Fabio Rodrigues de Souza, zagueiro de 25 anos, chegou ao clube para a disputa da Copa Enio Costamilan referendado por um companheiro do grupo. Tendo no curriculo clubes como Brasil de Pelotas, São José de Cachoeira e Guarani de Camaquã, clube no qual ele veio a Livramento como adversário no primeiro semestre. Fabio logo virou referência de comportamento e comando no elenco. Com um ar tranquilo, mas observador, o zagueiro, que assumiu por duas vezes a função de capitão, inclusive da última partida, caindo nas graças dos torcedores, pela liderança, mas também pela qualidade com que defende a camisa do clube e auxilia seus companheiros. Fabio se reuniu na tarde desta quinta-feira com o diretor executivo de futebol Julio Batisti e logo acertou a renovação do seu contrato, passando a ser nome certo para o Campeonato Gaúcho da Série B 2011. Fábio é a sintese de um profissional de futebol, pois se mostra sempre comprometido com o projeto, centrado no trabalho e disposto a ajudar os colegas dentro de fora de campo. Desta forma ele conquistou naturalmente a liderança que exerce e certamente será peça fundamental para o 14 de Julho no restante na Copa RS, e no próximo ano, para a disputa da Série B do Gauchão.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

O LEÃO E O MEU PAI, por Renato de Mello Levy, presidente do Conselho Consultivo

Em 14 de julho de 2002, quando o Esporte Clube 14 de Julho – o LEÃO DA FRONTEIRA – completou 100 anos, tive a satisfação em publicar uma crônica, que agora transcrevo abaixo, para recordar o meu pai e renovar a homenagem ao “LEÃO”, que se confunde com a história esportiva desta Fronteira da Paz, pois naqueles idos falar em esporte, era falar nas façanhas do velho Leão da Fronteira, sem que isto viesse a desmerecer a seus co-irmãos.

ERNESTO LEVY

Ernesto Levy (1905-1977) foi o meu pai e de meus dois irmãos. Antes disto, porém, ele foi quatorzeano. Não tenho dúvidas que ele nos amou como parte de sua carne, mas o 14 de Julho, ah o 14 de Julho, este era diferente para ele. Ele jamais me contou como teria começado ou surgido aquele amor ou entrelaçamento entre ele e um clube de futebol. Se era amor, nada tinha de platônico ou recôndito, pela sua intensidade, vibração, afeição e volúpia. Enfim, decorridos 25 anos de seu passamento, hoje não saberia identificar aquela relação que vingou entre eles como doença ou paixão, quem sabe a multiplicação de uma pela outra. O 14 de Julho, para o meu pai, não era um ente ideal ou propriamente difuso. Em suas conversas o 14 sempre teve personalidade própria e era referido nos colóquios na terceira pessoa do singular, como outro de seus mais íntimos.

Falecendo meus avós paternos em 1929 e sendo o meu pai o maior entre os irmãos homens, assumiu e continuou os negócios do meu avô na “Agência Levy”, que ocupava um prédio localizado na Rua Rivadávia Correa, quase esquina da General Câmara. Ao mesmo tempo em que ali funcionava a casa lotérica, o local também passou a ser ocupado por uma “república” de jovens que treinavam e jogavam no 14. Pelo que ele contava, não eram poucos os que ali moravam ou usavam o ponto para reuniões. O certo é que a “Agência” era o endereço encontradiço de todos aqueles quatorzeanos de então. É possível, presumo, que a ausência repentina e quase simultânea de seus ascendentes tenha feito o meu pai transmudar o seu carinho e dedicação para um objetivo ideal, que aglutinou a ele e seus amigos, ou seja, a prática esportiva e a representação clubísta em torno da bandeira rubro-negra do 14 de Julho.

O casamento e a prole vieram naturalmente para o meu pai, todavia o seu apego ao 14 não desvaneceu e nem foi motivo para transferências afetivas. O Leão da Fronteira continuou sendo o mesmo, destacado e insubstituível em nosso lar. Por ser o primogênito, ele me fez sócio do 14 aos cinco anos de idade, tendo muito orgulho, brio e honra, igualando-me a tantos outros santanenses que se irmanavam pela mesma paixão.

A minha carteira social (para o meu pai seria a minha segunda certidão de nascimento), expedida há 55 anos, é uma relíquia e a prova de que herdei o mesmo gene que me faz também quatorzeano. Ele presidiu o 14 em várias oportunidades e desejava que os seus filhos seguissem seus passos, prestando serviços e assumindo responsabilidades para a continuidade das glórias do Leão. Lamentavelmente, nem sempre se consegue atender e cumprir os anseios de nossos antepassados
. Foto abaixo: Dr Levy ao centro presidindo reunião do conselho. 

domingo, 26 de setembro de 2010

14 DE JULHO SOBE TRÊS POSIÇÕES APÓS VENCER O CAMAQUÃ

Desta vez não teve deslize. Ao contrário da partida em Camquã, quando o 14 de Julho vencia por 2 x 0, mas tomou a virada, ontem, em Livramento, na partida de volta, o Leão da Fronteira fez 2 X 0 e não deu a menor chance para o adversário. O resultado leva o 14 à nove pontos, pulando novamente da lanterna para a terceira posição na tabela.  Sem três titulares, o 14 de Julho, apoiado por um bom público, começou o jogo com um misto de iniciativa e pressa. A precipitação em alguns lances fez com que a equipe criasse pouco nos primeiros 10min. Muito disso ocorreu devido as mudanças decorrentes das ausências de Alexandre, Arruda e Sergio Leites. Já o Camaquã, apenas se fechou e apostou na ligação direta, deixando claro que a intenção era não tomar gol nos primeiros minutos.  A primeira chegada do rubro-negro ao ataque só aconteceu aos 13min, com Hilton vencendo o zagueiro Icaro e dividindo com o goleiro Douglas, que fez a defesa.  Aos 20min, Luciano Correia cortou a bola com a mão na entrada da área, mas Cristiano acabou batendo a falta por cima do gol. Aos 25min, a insistência do rubro-negro, acabou surtindo efeito. A jogada iniciou na cobrança de falta de Moisés e após confusão na área Luiz Fernando se antecipou a marcação e acabou atingido pelo centroavante Fabio Alemão, que ajudava a defesa. Pênalti marcado pelo árbito Jeferson Moraes. Cristiano bateu forte no canto oposto do goleiro e abriu placar. Se sobrou qualidade na cobrança, faltou originalidade na comemoração. Cristiano e seus companheiros comemoraram o gol como fazem 70% dos artilheiros no Brasil, dançando "há moleque" famosa dança do programa Pânico na TV. O gol obrigou o Guarani de Camaquã a sair mais para o jogo, mas a equipe só chegou na bola aérea buscando o centroavante Fabio Alemão. Mas foi o 14 que criou outra chance aos 35min, com o chute de Moisés da entrada da área. O goleiro Douglas deu rebote e acabou dividindo com o meia Luis Paulo. Aos 40min, porém Fabio Alemão dividiu com Maxi, mas Fabio Souza tirou o perigo. Aos 43, o cruzamento de Belmonte encontrou Fabio Alemão, que concluiu com perigo sobre o gol do 14. Na etapa final, o jogo mudou. O Camaquã ficou mais com a bola e empurrou o 14 para traz. Aos 2min, Tainã criou a primeira chance, com um giro dentro da área, obrigando o goleiro Maxi a fazer uma boa defesa. O Guarani tinha posse, mas centralizava a jogada em Fábio Alemão, quase sempre com bola aérea, jogada que a defesa do 14 tinha o total controle. Aos 18min, o 14 assustou num contra ataque em velocidade, onde Luiz Fernando passou pelo zagueiro já dentro da área, mas parou no goleiro Douglas, que se jogou nos seus pés. Aos 20min, Belmonte, num chute de meia distância assustou o goleiro Maxi, mas a bola foi para fora. O 14 teve algumas faltas na entrada da área, mas não conseguiu acertar o pé. A melhor cobrança foi do lateral Gamela, aos 27min, com a bola raspando o poste do Guarani. Aos 33min, o 14 deu o golpe final no adversário, que mesmo controlado ainda ameaçava a vitória. Hilton deu um passe perfeito para Luiz Fernando, que recebeu nas costas da defesa, avançou e já driblava o goleiro, quando foi derrubado pelo volante Belmonte. O pênalti claro ainda rendeu a expulsão do jogador do Camaquã. Cristiano bateu com categoria, dando um toque na bola para empurrar no canto direito de Douglas e fazer 2 x 0. Batido, o Guarani ainda tentou um chute com Tainã ao 40min, mas a bola passou a frente do gol. Depois disso, o 14 só administrou e voltou a vencer e ocupar a parte de cima da tabela.
14 de Julho 2: Maxi, Marcelo Castro, Fabio Souza, Rudinei, Moísés, João Fernando, Luis Paulo, Vando, Hilton (Gustavo), Cristiano, Luiz Fernando, Técnico:  Rodinei Lucas

Guarani de Camaquã 0Douglas, Sampaio, Icaro, Valença, Marcio, Belmonte, Luciano Correia (Flavio), Junior, Tainã, Fabio Alemão, Edson (Marcelinho) Técnico:  Paulo Henrique

sábado, 25 de setembro de 2010

PRESENTE DE GREGO PARA O ANIVERSARIANTE DO DIA

O meia Cristiano, que não participou do recreativo de hoje, ficou no banco apenas tocando flauta nos companheiros e tramando o presente do restante do grupo para o aniversiante do dia, o baiano Moisés, que completou 22 anos neste dia 25. Assim que acabou o recreativo, Moisés foi atacado pelo restante do grupo na beira do gramado, tomando um banho de farinha e água gelada. Só faltou o ovo para completar a celebração. Mas o parabéns para você não acabou aí. Logo foi montado um corredor polônes e o jogador foi convidado a passar por ele. Mesmo ele tentando passar o mais depressa possível, foi inevitável os safanões que levou do restante do grupo.

DESCONTRAÇÃO MARCOU RECREATIVO DO SÁBADO EM JOÃO MARTINS

Num clima de muita descontração o 14 de Julho fechou a semana de preparação para o jogo de domingo, às 15h, com o Guarani de Camaquã, pela Copa Enio Costamilan. O treino recreativo da manhã deste sábado foi marcado pela descontração entre comissão técnica e jogadores. O preparador físico Sergio Sanchez foi o árbitro e o técnico Rodinei Lucas reviveu os tempos de zagueiro. Do outro lado, o massagista Basilio reforçou o outro time. Basilio acabou se tornando o destaque do rachão e levou o time de branco a vencer por 4 x 1, fazendo um belo gol, encobrindo de cabeça o goleiro Vando e dando um passe para outro. No final o time de branco pousou de vencedor, enquanto os perdedores tiveram que retirar a trave extra do gramado. O zagueiro Fabio Souza era o mais incorformado pela derrota do recreativo. O técnico Rodinei retirou dele a responsabilidade pela derrota, justificando que acertou todos os passes que deu. Basilio virou o heroi do time de branco, que ainda teve o atacante Hilton no gol, Luis Fernando de zagueiro e o goleiro Maxi virou meia.  Completaram o time, Luis Paulo, Alex, Gabriel, Gustavo, João Fernando, Rudi e Gamela. O clima não poderia encerrar melhor uma semana decisiva para o 14 de Julho.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

TREINO TÁTICO FORTALECE A ESTRATÉGIA PARA JOGO COM CAMAQUÃ

Não é por falta de trabalho que o 14 de Julho vai deixar de atingir seus objetivos no domingo. A sexta-feira foi muito bem aproveitada pela comissão técnico no fortalecimento da estratégia de jogo diante do Guarani de Camaquã. O técnico Rodinei Lucas teve que ser interpelado pelo preparador físico Sergio Sanchez e o treinador de goleiros Jorge Dione para encerrar o treino da tarde, tamanha era a empolgação do treinador e do grupo de jogadores. A comissão acertou apenas 20min de um treino tático, que acabou virando um mini coletivo que acabou durando 40min, onde o time titular criou jogadas, acertou posicionamento e encarou o trabalho com tanto empenho que parecia jogo. O técnico entrou na empolgão dos jogadores e deixou o trabalho ir além do tempo estabelecido. Se dentro de campo, o trabalho corria solto, fora dele, o restante da comissão era só preocupação por causa de uma possivel lesão que pudesse ocorrer. O massagista Basilio era o mais preocupado. Aos 30min de trabalho, o lateral reserva Alex caiu após um choque com Moisés. O treinou seguiu, mas quando o lateral esquerdo titular João Fernando caiu sentindo dores no tornozelo após juma dividida, Basilio correu para atende-lo, enquanto Sergio e Dione invadiram o campo para pedir que o treinador encerrasse o trabalho, o que acabou sendo feito. Depois disso os jogadores alongaram e foram liberados para o lanche, a base de frutas, e depois o banho. O trabalho foi bastante proveitoso e deu uma dimensão da forma com que todos estão encarando a partida de domingo.
Neste sábado Rodinei ainda realiza um trabalho tático e depois um recreativo para completar a semana inteira de preparação para o jogo das 15h de domingo com o Camaquã.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

14 FAZ PRIMEIRO COLETIVO DA SEMANA

A quinta-feira foi de coletivo no Estádio João Martins. O grupo se reapresentou à tarde ao técnico Rodinei Lucas, que comandou o primeiro coletivo da semana. O treinador começou a colocar em prática as alternativas que possui para completar o time que tem jogo decisivo com o Guarany de Camaquã, no domingo, às 15h, no Estádio João Martins. As novidades do trabalho, foram o zagueiro Rudi e o meia atacante Luis Paulo, que entraram nas vagas dos jogadores que desfalcam o 14 no domingo. O meia esquerda Cristiano também retornou ao time titular. Com Alexandre, Arruda e Sergio Leites na equipe de baixo, os reservas foram reforçados e deram trabalho ao time titular no coletivo. O trabalho foi bastante movimentado e o destaque acabou sendo o gol de empate dos titulares marcandos por Luis Fernando. Fora de campo, direção e departamento de futebol se mobilizam para chamar o torcedor para o estádio. Confira abaixo a ficha da partida de domingo

jogo:                   14 de Julho X Guarany-CA
Bilheterias:           Abertas a partir das 13
Horário                15h
Ingressos              Arquibancada   R$ 10.00
                             Social              R$ 15.00
                             Cadeira           R$ 20.00
                             Meia entrada   R$ 5.00
OBS, A meia entrada é válida para idosos, torcidas organizadas, mulheres e estudantes

JOGO DO 14 DE JULHO COM PELOTAS SERÁ DIA 13 DE OUTUBRO

JOGO PELOTAS E 14 DE JULHO FICA PARA O DIA 13 DE OUTUBRO

Nem dia dois ou três de outubro. A nova data da partida entre Pelotas e 14 de Julho, no Estádio da Boca do Lobo, acabou ficando para o final do returno. A nova data do confronto válido pelo returno da chave três da Taça Enio Costamilan, será o dia 13 de outubro de 2010, uma quarta-feira, às 20h da noite. A assessoria da Federação Gaúcha de Futebol acabou confirmando a nova data no final da tarde desta terça-feira, através de oficio enviado ao clube. Com isso a sequencia de jogos do 14 de Julho no returno será novamente alterada. A equipe enfrenta, no próximo domingo ao Guarany de Camaquã. Depois, no dia 10 de outubro, novamente em Livramento o Leão da Fronteira recebe ao Grêmio Bagé e depois sim vai de Livramento para dois jogos na mesma semana. No dia 13, joga na Boca do Lobo com o Pelotas e no dia 17, enfrenta ao Riopardense, na cidade de Rio Pardo. Será uma situação semelhante a vivida na semana que passou, quando a equipe foi obrigada a jogar dois jogos fora de casa, na quarta, em Camaquã e no domingo em Bagé. O 14 de Julho é disparado o clube que mais teve datas de seus jogos alteradas na programação da Copa RS.
Um outra partida da chave três ficou atrasada. Riopardense e Guarany de Camaquã não disputaram partida atrasada na quarta-feira.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

14 DE JULHO TREINA EM DOIS TURNOS E TRABALHA FINALIZAÇÕES

Com a semana cheia para trabalhar antes da próxima partida, domingo às 15h, contra o Guarany de Camaquã, o 14 de Julho treinou em dois turnos nesta quarta-feira. Pela manhã, o elenco realizou treinamento técnico/tático com o treinador Rodinei Lucas. No periodo da tarde, os atletas enfrentaram um circuito, dando mais foco na parte física. Depois disso, Rodinei Lucas entrou em campo para fazer treinamentos especificos. Para tentar melhorar o aproveitamento das chances de gols desperdiçadas, o treinador deu enfase as finalizações. O treino envolvia também o meio campo, na criação das jogadas, os laterais nos cruzamentos para a área e os atacantes que realizavam o trabalho final. Rodinei cobrou bastante dos jogadores, especialmente os atacante Luis Fernando, Hilton e Luis Paulo. O trabalho de defesa contra ataque foi bastante movimentado e várias jogadas foram concluidas com perfeição. Nesta quinta-feira tem coletivo à tarde no João Martins, com Rodinei começando a definir a equipe que joga no domingo. A grande missão do técnico é acertar nas alterações, já que,  perdeu três titulares em Bagé, o zagueiro Arruda, o volante Alexandre e o lateral esquerdo Sergio Leites.

O E.C. 14 DE JULHO SE SOMA A HOMENAGEM AOS GAÚCHOS

Como integrante da cidade mais tradicionalista do Rio Grande do Sul, o Esporte Clube 14 de Julho, representado por dirigentes, torcedores e profissionais, se soma as homenagens ao gaúchos que neste dia 20 de setembro, cultuando da forma mais original e autêntica a história de luta e grandeza que deu origem ao jeito gaúcho de ser. Livramento e Rivera, se unem mais uma vez para celebrar essa história de muitos heróis, que deixaram um legado de luta pela terra e principios que forjaram a formação do gaúcho.

20 de Setembro é um dia especial para nós, gaúchos. Festejamos o final da Revolução Farroupilha ou Guerra dos Farrapos, movimento revolucionário do povo gaúcho contra o governo central e a favor da livre-empresa e da auto-determinação dos povos. Negros, brancos, pardos, índios e mestiços, todos unidos por um mesmo ideal de bravura em defesa da liberdade, formaram tropas esfarrapadas, mal armadas e mal alimentadas, mas que deram ao Brasil um exemplo de coragem e de idealismo. Saudações farroupilhas, Brasil!     E viva a Liberdade! Desde os remotos tempos, ainda ecoa nas coxilhas do Rio Grande o grito de Sepé Tiarajú, avisando ao invasor mal-intencionado que “ESTA TERRA TEM DONO!”
Parabéns aos santanenses e riverenses pela passagem da melhor Semana Farroupilha do Rio Grande do Sul.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

VISITA AO PRESIDENTE DO CONSELHO CONSULTIVO

O diretor executivo de Futebol Julio Batisti, deu uma pausa no trabalho do departamento, aproveitando que os jogadores treinaram fora do João Martins, para fazer uma visita ao presidente do Conselho Consultivo, o advogado Renato de Mello Levy. O encontro aconteceu no escritório do presidente, que participa ativamente com os demais pares do conselho e também os demais setores do clube, neste processo de reestruração do clube. Este foi o assunto entre os dois, os projetos que estão sendo encaminhados para melhoria do clube. Levy tem se dedicado atualmente a revisão e atualização do estatuto do clube. A visita foi breve, mas proveitosa e certamente outras estarão ocorrendo no futuro, demonstrando que todos os setores do clube estão integrados em torno de um bem comum,  o processo de evolução do Leão da Fronteira.

TREINO FORTE NA PARTE FÍSICA MARCOU RETOMADA DE TRABALHO DO LEÃO

Numa semana decisiva, que vai ser fechada na partida de domingo com o Guarany de Camaquã, o 14 de Julho retomou os trabalhos nesta terça-feira, disposto a aproveitar bem a semana inteira de treinos, o que não ocorria a 20 dias. O grupo de jogadores se reapresentou à tarde e foi levado até o Jochey Club de Livramento. Após uma breve conversa com o técnico Rodinei Lucas, os jogadores foram repassados ao preparador físico Sergio Sanchez, que exigiu bastante dos atletas. A primeira atividade foi percorrer uma distância de oito quilômetros na pista de areia, que correspondeu a oito voltas na pista. Depois disso, Sergio ainda comandou um trabalho num pequeno circuito. Foi cerca de 1h25 de treino, mas o piso exigiu muito esforço dos jogadores, que nem tiveram a chance de observar a bela paisagem do Cerro do Registro ao fundo da pista do Prado. Apenas os goleiros não participaram do trabalho, ficando no estádio João Martins para trabalhar com o treinador Dione. A quarta-feira será de trabalhos em dois turnos. Antes do treino, o diretor executivo de futebol, Julio Batisti, o treinador Rodinei Lucas o preparador físico Sergio Sanchez almoçaram com o conselheiro Elson Macedo e o administrador João, onde conversaram sobre o trabalho realizado até aqui. Na reunião foi reafirmado o andamento do projeto do clube para o segundo semestre do ano.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

TORCIDA VAI A BAGÉ APOIAR A EQUIPE

Poucos clubes do interior que estão participando da Copa Enio Costamilan podem se dar ao luxo de contar com a torcida onde estiver. O 14 de Julho é um deles, pois nas duas últimas partida da equipe rubro-negra longe de casa, torcedores quatorzeanos foram ao estádio para acompanhar o time. Domingo em Bagé, quando torcedores da Torcida Jovem, devidamente uniformizados nas cores do clube, foram ao Antônio Magalhães Rossel para apoiar a equipe. Os jovens Vinicius Pinto, Gabriel e Natalia, além de Roberto torceram para o 14 contra o Guarany. Não veio a vitória, mas o torcedor vez a sua parte, na sua devoção e fidelidade ao clube.

SEMANA DO LEÃO DA FRONTEIRA COMEÇA NA ACADEMIA ESPAÇO

Com uma semana cheia para trabalhar antes da próxima partida, que ocorresó no domingo, diante do Guarany de Camaquã, o 14 de Julho retoma seus treinos nesta terça-feira, às 11h. Os jogadores se reapresentam na academia Espaço, onde realizam um trabalho físico. À tarde os trabalhos serão no estádio João Martins, quando o técnico Rodinei Lucas começa a pensar no time para a decisiva partida do final de semana. O técnico perdeu três jogadores em Bagé, o zagueiro Arruda, expulso, o lateral Sergio Leites e o volante Alexandre, que levaram o terceiro cartão amarelo. Mas o meia Cristiano volta a estar em condições.

14 DE JULHO CRIA MAIS, MAS O GUARANY VENCE EM BAGÉ

Futebol é bola na rede. Assim se resume o esporte mais popular do mundo. No domingo em Bagé, está maxima prevaleceu mais uma vez no jogo entre Guarany de Bagé e o 14 de Julho. O rubro -negro
perdeu por 1 X 0 para o Guarany, que devolveu assim o mesmo placar sofrido em Livramento, no último final de semana. O gol foi marcado na única jogada que a equipe da casa poderia ter feito o gol, na bola parada, com o veterano ala Edinho. Depois de um inicio onde o 14 de Julho até foi melhor e criou uma chance com o volante Vando, aos 5min, num chute da entrada da área, o Guarany acabou cavando um escanteio pelo lado direito. Eram 14min de jogo e a equipe sequer havia chegado ao gol do goleiro Maxi. Edinho bateu na segunda trave e o volante Rincon entrou livre de marcação e no vacilo da defesa do 14, acertou um cabeceio forte, no canto, fazendo 1 X 0, para o time da casa. O 14 não se abalou com o gol e seguiu jogando. Aos 15min, a equipe já deu sinais de reação, com Hilton, que chutou de fora da área e a bola raspou o poste direito do goleiro Sandro. Aos 26min, o gol de empate do 14, não saiu por detalhes. Vando chegou ao fundo e cruzou da esquerda, Moisés tentou de voleio, mas o goleiro Sandro defendeu. Aos 40min o 14, desperdiçou a maior chance de empatar o jogo. Hilton pedalou em cima do volante Rincon e cruzou. Luis Fernando concluiu e o goleiro Sandro, deu rebote. O zagueiro Arruda bateu de primeira e Sandro, mesmo caído colocou a mão na bola em cima da linha e salvou o time da casa. Aos 47min, João Fernando bateu da entrada da área, mas a bola passou a direita.
Na etapa final foi o 14 que seguiu buscando o gol, enquanto o Guarany, se fechou e tratou de quebrar o ritmo do jogo e só chegava na área do goleiro Maxi na bola parada. A primeira chance do 14 ocorreu bem cedo, aos 6min. Luis Fernando  chegou atrasado após cruzamento de João Fernando, mas mesmo assim ele tocou na bola e Sandro colocou a escanteio.
 Na cobrança, João Fernando cruzou para a área, Sandro largou o chute de Moisés e Luis Fernando cabeceou em cima do goleiro do Guarany. Depois dos 20min, o ritmo da partida caiu, com os dois times sentindo o desgaste e a temperatura elevada.
O Guarany deu apenas um chute ao gol do 14, aos 30mnin, com Carlinhos, mas a bola subiu sobre o gol de Maxi. O técnico Rodinei Lucas ainda tentou uma mudança, com Luis Paulo no lugar de Sergio Leites. Mas o 14 não teve forças para reagir e ainda sofreu dois prejuizos, com o terceiro cartão amarelo de Alexandre, após um falta no meio campo e a expulsão do zagueiro Arruda, aos 40min, depois de trocar empurrões com o lateral Carlinhos, que também acabou na rua. Aos 49min, o árbitro santanense, Andersom Echevarria, de boa atuação na partida, encerrou o jogo e o 14 perdeu o jogo e voltou para a última colocação na chave três, com seis pontos. A equipe, porém, ainda está na zona de classificação, pois passa a próxima fase pelo critério técnico. Já o Guarany assumiu a liderança da chave com nove pontos.  Sergio Leites também levou o terceiro cartão amarelo e não enfrenta o Camaquã, no próximo domingo. O meia Cristiano volta a estar a disposição.

Guarany-BA 1: Sandro, Edinho, Ilson, Darzone, Rincon, Carlinhos, Michel, Tiago Coelho, Emerson, Tiago Saraçol (Willian), Michel  Lugo (Dudu Branco)
Técnico:   Leco

14 de Julho 0: Maxi, Marcelo Castro(Gustavo), Fabio Souza, Arruda, Sergio Leites (Luis Paulo), Alexandre, João Fernando, Vando, Moisés, Hilton, Luis Fernando
Técnico: Rodinei Lucas

Arbitragem: Anderson Echevarria, auxiliado por Jefferson Moraes e Alexandre Fontes




sábado, 18 de setembro de 2010

IMAGENS DE 14 DE JULHO X GUARANY-BA

video

WeblivTV: 14 de Julho 1 x 0 Guarany-Ba

WeblivTV: 14 de Julho 1 x 0 Guarany-Ba: Imagens do jogo 14 de Julho X Guarany de Bagé

MOBILIZAÇÃO DO LEÃO PARA NOVO CONFRONTO COM O GUARANY-BA

Foram apenas três dias de preparação, mas aproveitado ao máximo pelo 14 de Julho para voltar a enfrentar o Guarany de Bagé, uma semana após o último confronto. Neste sábado, o rubro-negro encerrou a preparação para o jogo deste domingo, às 15h, no Estádio Antônio Magalhães Rossel, em Bagé. O técnico Rodinei Lucas teve problemas para escalar o time, pois já tem jogador cumprindo suspensão e outros ainda em processo de recuperação. O técnico leva algumas dúvidas para Bagé, mas tem a certeza, assim como todo o elenco, que a mobilização para a partida é a máxima possivel. A ordem é recuperar os pontos perdidos na última partida. O sábado teve treino tático e depois 20min de um recreativo. A ordem é manter o nível de atuação do jogo da quarta-feira em Camaquã, mesmo que não seja a mesma escalação. Todos esperam por dificuldades na partida em Bagé, mas comissão e atletas tem ciencia de que podem superar o desafio. A delegação viaja às 9h deste domingo para Bagé.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

FIÉIS TORCEDORES DE GUAÍBA PRESTIGIAM O 14 EM CAMAQUÃ

A fidelidade do torcedor rubro-negro transcende as fronteiras de Livramento. Quarta-feira, em Camaquã, o rubro-negro foi apoiado por um grupo de quatro torcedores vindos da cidade de Guaíba. Liderados pelo santanense Elbio, que mora em Guaíba, o grupo foi ao Estádio Silvio Luis e levou uma faixa de apoio ao clube e ao time. A vitória não aconteceu, mas os torcedores, que foram saudados pelo diretor executivo de futebol Julio Batisti e também pelo conselheiro Elson Macedo, gostaram muito do time e do futebol apresentado pelo 14. Também assistiu a partida os pais do zagueiro Arruda, que viajaram de Porto Alegre para ver o filho e conhecer seus companheiros.

O PÉ DIREITO DE JOÃO FERNANDO

Quem conhece o jovem lateral esquerdo João Fernando Santana Pintos, sabe que, como a maioria dos jogadores de pé esquerdo, ele tem dificuldade para bater de pé direito. João porém, começou a mudar esta história na quarta-feira à tarde, em Camaquã. O lateral que soube que jogaria na preeleção do técnico Rodinei Lucas, substituindo a Sergio Leites, que foi acometido de uma virose, foi para campo para fazer mais do que a sua função. Ele tomou conta da ala esquerda, marcou forte, atacou pelo lado e também fechou para o meio na jogada ofensiva para buscar espaços na defesa adversária. Foi numa dessas arrancadas que aos 35min João recebeu um passe perfeito do amigo Hilton. Em velocidade ele tentou corrigir a passada, mas no momento da conclusão lhe sobrou o pé direito para tentar o chute. Sem pensar muito, o lateral encheu o pé e acertou o ângulo direito do goleiro Vitor fazendo 2 x 0. O placar injusto não apagou a atuação da equipe em 85% da partida e o belo gol de pé direito do lateral João Fernando. Aliás os dois mais bonitos gols do 14 na Copa RS, foram marcados por laterais esquerdo, pois no domingo, foi Sergio Leites que marcou contra o Guarany de Bagé.

VITÓRIA ESCAPA ENTRE AS MÃOS EM CAMAQUÃ

O futebol ensina lições e algumas da forma mais dura de assimilar. Foi o que aconteceu na quarta-feira, em Camaquã. O 14 de Julho entrou em campo, no Estádio Silvio Luiz, mobilizado para fazer o resultado e sair de campo líder da chave 3. No primeiro tempo o time teve uma atuação impecável. O 14 foi o senhor da partida e ao natural fez 2 x 0 no time da casa, com gols de Vando, aos 12min, após jogada ensaiada e aos 35min, com João Fernando, que recebeu o passe de Hilton, e bateu forte, de perna direita no ângulo do goleiro Vitor. Veio a segunda etapa e o 14 seguiu mandando no jogo, embora o Camaquã, continuava tendo posse de bola, mas nenhuma chance real de gol. Quem teve a chance logo aos 2min, foi o 14 Cristiano lançou Luis Fernando  nas costas da defesa. Ele passou pelo goleiro, mas ficou sem ângulo e chutou na rede por fora. O Camaquã aumentou a pressão com uma sucessão de cruzamentos, mas a bola aérea do adversário era dominada pelo 14. Aos 37min, faltando 7min para acabar o jogo, o Guarani, que tinha criado apenas uma chance com Belmonte e já havia feito as três alterações, conseguiu um gol quase acidental. Rafael Paraiba, recebeu na entrada da área e num pequeno espaço deu um chute fraco para o gol. Maxi estava na bola e parecia que a defesa seria facil, mas a bola mudou a trajetória e enganou o goleiro do 14. O gol motivou a equipe da casa, que partiu para cima, mas o 14 teve novamente aos 42min, a chance de ampliar o placar. Hilton ganhou do zagueiro Valença, e já dentro da área, bateu de pé esquerdo no canto, mas a bola caprichosamente saiu para fora. A punição veio logo a seguir. Aos 44min, Rafael Paraiba encontrou espaços na defesa do 14, algo raro na partida, limpou a jogada e bateu no canto de Maxi, empatando o jogo. O 14 ainda teve duas chances, a primeira com João Fernando, que avançou pela esquerda, venceu a marcação, mas resvalou no momento da conclusão já dentro da área. Aos 47min, Fabio Alemão foi lançado e já dentro da área foi derrubado pelo goleiro Maxi, pênalti. Vandré bateu e virou o jogo para 3 x 2. O apagão no final, custou ao 14, os três pontos que colocariam a equipe na liderança da chave. Agora é recuperar em Bagé contra o Guarany, no domingo. O 14 jogou, com Maxi, Marcelo Castro, Fabio Souza, Arruda, João Fernando, Alexandre, Moisés (Dakimalo), Vando (Rudi), Cristiano (Gustavo), Hilton, Luiz Fernando.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

14 DE JULHO CONCENTRADO EM PELOTAS PARA O JOGO DA QUARTA

A delegação do 14 de Julho viajou na tarde desta terça-feira para a cidade de Pelotas, primeira parada antes da partida de quarta-feira, na cidade de Camaquã. O grupo, que viaja com a empresa Juno Tur, deixou Livramento por volta das 14h e às 18h30 chegou a Pelotas. A delegação se hospedou do Tourist Parque Hotel, que já atende o 14 de Julho na zona sul à cinco anos. O grupo de 18 atletas, mais cinco integrantes da comissão técnica, o diretor executivo Julio Batisti e o conselheiro Elson Macedo, que se juntou a delegação mais tarde, jantou no Restaurante Paradouro Barragem, ao lado do hotel e depois das 22h, todos se recolheram aos quartos. A ordem era descansar e concentrar para a partida desta quarta-feira contra o Guarany. O narrador Silvio Renato, da Rádio Cultura, também acompanhou a delegação do Leão da Fronteira e vai transmitir a partida com o Camaquã ao vivo às 15h deste dia 15.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

SEGUNDA-FEIRA DE CHUVA E DE TRABALHO NO JOÃO MARTINS

Sem tempo para comemorar a volta da vitória e a vice-liderança do grupo 3, o elenco do Leão da Fronteira enfrentou mais uma fez o mau tempo e treinou hoje à tarde no João Martins, iniciando a preparação para o jogo da quarta-feira, em Camaquã, contra o Guarany daquela cidade. O grupo de jogadores se reapresentou à tarde. Os titulares na partida contra o Guarany de Bagé foram submetido a um trabalho leve, de relaxamento na píscina térmica do clube. Já os goleiros e os jogadores que participaram apenas um tempo da partida ou que completaram o banco, treinaram sob o comando do técnico Rodinei Lucas no gramado de João Martins. A chuva não diminuiu a intensidade do trabalho. A terça-feira começa cedo para o 14 de Julho. Ás 9h o elenco se reapresenta, faz um trabalho tático. Depois disso, os jogadores almoçam no clube e às 13h, iniciam viagem para a cidade de Pelotas, primeira parada da delegação. O grupo estará hospedado do Turist Hotel e apenas na quarta-feira, após o almoço, viaja para Camaquã, onde joga às 15h de quarta-feira.

domingo, 12 de setembro de 2010

14 SOBE PARA VICE LIDERANÇA E FICA A UM PONTO DO PELOTAS

A importância da vitória de hoje diante do Guarany pode ser verificada na tabela de classificação da chave 3, da Copa Enio Costamilan. Com os três pontos somados diante do Guarany de Bagé, o 14 de Julho saiu da última para a vice-liderança da chave, mesmo com um jogo a menos em relação ao Indio bageense. O novo momento tras tranquilidade ao grupo de jogadores que foram determinados na partida e superaram todas as dificuldades para recolocar o rubro-negro nas primeiras posições da tabela. O grupo agora recomeça o trabalho para o jogo de quarta-feira, em Camaquã, contra o Guarany já brigando pela liderança da chave com o Pelotas, que recebe ao Grêmio Bagé.

COMANDO RUBRO NEGRO É A NOVA TORCIDA ORGANIZADA DO LEÃO

O jogo de pouco público no Estádio de João Martins teve um ponto positivo. Na partida com o Guarany estreou uma nova torcida organizada formada para apoiar o rugro-negro. Um grupo de jovens torcedores se uniram e resolveram fundar a Torcida Comando Rubro Negro. A idéia foi colocada em prática pelo tenista André Padilha e seus amigos, Matheus Menezes, Juan Arrozo e Romeu, que levaram uma grande faixa para o estádio com o nome da torcida nas cores do clube. Primeiramente eles instalaram a faixa no pavilhão, devido a chuva, mas depois a estenderam na tela junto a lateral da goleira da rua Uruguai. Além da faixa, eles também levaram instrumentos para o estádio e entoaram alguns cânticos já criados para incentivar o time em campo. Mesmo sendo poucos, os torcedores cantaram o jogo todo e acabaram sendo pé quente, pois no dia que se apresentaram no estádio, a equipe acabou vencendo. Agora o Leão da Fronteira passa a ter três torcidas organizadas, a Garra Leão, a Torcida Jovem e agora a Comando Rubro-Negro.

GOLAÇO DE SERGIO LEITES RECOLOCA 14 NA VICE LIDERANÇA

Chuva, campo pesado e pouco público. Foi este o cenário da terceira partida do 14 de Julho em casa na Copa Enio Costamilan, neste domingo à tarde no Estádio João Martins diante do Guarany de Bagé. O rubro negro jogou pressionado sob a responsabilidade de voltar a vencer no torneio e deixar a ultima posição na tabela. A equipe superou todas as dificuldades, de dentro e fora de campo e com um belo gol do lateral Sergio Leites, venceu o jogo por 1 X 0 e saiu da última para a vice-liderança do grupo.

Por isso, as adversidades do jogo pesaram mais contra o 14, pois o experiente time do Guarany, jogou fechado, quebrando o ritmo do jogo e especulando no contra ataque. O 14 teve a iniciativa e logo aos 2min, Moisés aproveitou a falha da zaga e bateu cruzado, assustando o goleiro Sandro. O Guarany respondeu aos 9min, com Dudu, que apareceu na esquerda e bateu cruzado, mas a bola passou a direita do gol. Na dificuldade do campo pesado, prejudicando o toque de bola, o 14 apostou na bola parada e aos 15min, quase marcou. Cristiano bateu a falta no canto esquerdo e o goleiro Sandro conseguiu desviar com o peito para escanteio.

Aos 24min, a boa triangulação do ataque rubro negro, algo raro na partida, acabou na conclusão de Hilton, já dentro da área, mas a bola subiu demais. O Guarany quase surpreendeu o 14, aos 28min, com Carlinhos roubando a bola de Moisés e cruzando para Michel desviar na primeira trave, mas a bola foi para fora. A grande chance de abrir o placar para o time da casa surgiu aos 26min. Luiz Fernando sofreu falta na entrada da área. Moisés bateu no canto direito, deixando Sandro parado. Mas a bola raspou o poste e saiu para fora. A equipe voltou para o segundo tempo com a mesma determinação. Aos 5min, a equipe partiu para o ataque e com três toques na bola surpreendeu a defesa do Guarany. Luiz Fernando encontrou o lateral Sergio Leites entrando pela esquerda. Ele recebeu e percebeu que o goleiro Sandro se adiantou para esperar o cruzamento. Sergio, porém, bateu por cobertura e marcou um golaço, abrindo o placar. Depois disso não houve mais jogo. A ambulância que atendia o 14 de Julho, acabou tendo que sair do estádio para atender uma emergência. O árbitro Gilmar dos Santos acabou parando o jogo aos 8min, pois de acordo com o Estatuto do Torcedor, o serviço de ambulância é fundamental para que uma partida de futebol seja realizada. O jogo ficou paralisado por 35min. Os jogadores do Guarany já pressionavam o árbitro para que ele encerrasse o jogo, quando a ambulância retornou. O jogo continuou com o Guarany aumentando a pressão sobre o 14, que se posicionou atrás e passou a investir no contra ataque. O Guarany pressionou, mas abusou da bola área e bateu de frente com a muralha defensiva do 14. A dupla de zaga, Fabio Souza e Arruda, os volantes Moisés e Alexandre e os laterais Sergio e Gamela, auxiliados pelos meias, anularam totalmente a bola área do Guarany e os cruzamentos do veterano ala Edinho. Com isso, o Guarany tinha posse de bola, mas não tinha penetração e nem conclusões ao gol de Maxi. O 14 ainda teve a chance de fazer o segundo gol aos 19min. Cristiano lançou Luiz Fernando, que venceu Darzone e bateu na saída do goleiro Sandro, que salvou o Guarany. O Guarany conseguiu sua primeira conclusão ao gol de Maxi, aos 23min, com a bola passando sobre o gol do Leão. O Guarany continuava tendo a bola, mas o 14 seguia sendo mais perigoso. Aos 32min, Cristiano bateu falta e Sandro defendeu e um minuto depois, Hilton lançou Moisés, que entrou pela direita e bateu por cima do gol, perdendo a chance. Na única bola cabeceada na área do 14, aos 35min, Dante parou nas mãos do goleiro Maxi. Aos 37min, o 14 poderia ter ampliado se o corte de Darzone com a mão dentro da área, fosse marcado pelo árbitro, após levar drible de Cristiano. O árbitro Gilmar do Santos deu 5min de acrescimentos e aos 45min, após confusão na área, Michel Lugo, um dos três atacantes que o Guarany colocou em campo na etapa final, chegou a marcar o gol, mas estava impedido e o lance foi invalidado. No final prevaleceu a organização defensiva do 14, que resistiu a bola área do Guarany e comemorou a volta da vitória ao João Martins.

14 de Julho 1: Maxi, Gamela, Fabio Souza, Arruda, Sergio Leites, Alexandre, Moisés (Gustavo), Vando, Cristiano, Hilton (Rudi), Luiz Fernando (João Fernando), Técnico Rodinei Lucas

Guarany-BA 0 : Sandro, Edinho, Bicudo, Darzone, Carlinhos, Rincon, Tiago Coelho (Michel Lugo), Tiago Saraçol (Willian), Michel, Dudu (Bozo), Dante, técnico Leco

Arbitragem: Gilmar Nunes dos Santos, auxiliado por Luis Euclides Castiglione e Jefferson Bica da Rosa
Cartões amarelos, 14 de Julho ( Cristiano, Arruda,) Arruda, Guarany-B (Bicudo, Edinho).

sábado, 11 de setembro de 2010

RECREATIVO SUBSTITUÍDO POR CONVERSA NO VESTIÁRIO

A chuva voltou à fronteira neste sábado e alterou a programação do Esporte Clube 14 de Julho, na véspera da partida contra o Guarany, marcado para às 15h deste domingo. Com o gramado do estádio João Martins molhado, o treino recreativo marcado para a manhã, acabou suspenso. A comissão técnica resolveu substituir o dois toques por uma conversa no vestiário com o grupo de jogadores. O técnico Rodinei Lucas e o preparador físico Sergio Sanchez comandaram o bate papo no vestiário, onde a estratégia para a partida foi mais uma vez refeita. No final, o diretor executivo de futebol Julio Batisti também conversou com os atletas. A única exceção foram os goleiros, que foram para o gramado e treinaram normalmente com o preparador de goleiro Jorge Dione. Depois disso os jogadores foram liberados e se reapresentam na manhã de domingo para o jogo decisivo contra o clube bageense. O torcedor está mais que convocado para estar ao lado do rubro-negro.

14 DE JULHO É NOTICIA NO CLICRBS

A partida de domingo entre 14 de Julho X Guarany de Bagé, às 15h, no estádio de João Martins, virou matéria estadual e acabou sendo divulgada por um dos principais sites de divulgação do Estado, o site oficial do Grupo RBS, o http://www.clicrbs.com.br/. A matéria, repassada pela assessoria da imprensa do clube a imprensa, acabou sendo públicada no site direcionado para Livramento, assinado pela jornalista Lucia Righi. Confira a nóticia completa no link, www.clicrbs.com.br/livramento.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

NOVA ADMINISTRAÇÃO DO CLUBE

TRABALHANDO COM SERIEDADE
Desde o dia 1º de setembro o departamento administrativo do clube está sob nova gestão. O casal João Fernandes e Sonia Monteiro (foto abaixo), foi indicado pelo Conselho Consultivo, tendo como missão reestruturar e organizar a entidade. Em apenas 10 dias de trabalho grandes mudanças já foram realizadas. Nesta sexta-feira, 10.09 fizeram o pagamento dos salários de todos os funcionários, atletas e comissão técnica. Esse é o Leão da Fronteira com belo futuro, planejamento, organização, transparência, respeito pelas pessoas que movem o clube e principalmente com a comunidade santanense que anseia por um 14 de Julho bem estruturado e com potencial de formar uma equipe forte, competitiva, que nos orgulhe e ofereça muitas alegrias ao torcedor Rubro Negro. 

LEÃO DA FRONTEIRA MOBILIZADO PARA VOLTA A VENCER

A intensidade e a aplicação foram as marcas do treinamento da sexta-feira, ante véspera para partida diante do Guarany de Bagé, domingo às 15h, no Estádio de João Martins. O plantel rubro-negro treinou em um turno apenas, mais trabalhou intensamente a parte tática. O técnico Rodinei Lucas treinou todos os setores do time no trabalho tático que durou cerca de 50min. O zagueiro Fabio Souza participou normalmente do treinamento e tem sua presença na partida de domingo praticamente garantida. Vários torcedores estiveram no estádio João Martins para acompanhar o trabalho do rubro-negro. Torcedores, que todos no clube, esperam que volte no domingo para torcedor pelo 14 de Julho. Um trabalho recreativo no sábado, completa a preparação do Leão da Fronteira para a partida de domingo.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Recomeço do trabalho do 14 de Julho

DERROTA NÃO ALTEROU PLANEJAMENTO
Sem muito tempo para lamentações do mau resultado diante do Pelotas o elenco do 14 de Julho voltou ao trabalho nesta quinta, dia 09/09. O grupo se reapresentou a tarde e iniciou o trabalho regenerativo na píscina térmica do complexo João Martins. Depois o grupo de jogadores se dividiu entre a sala de massagem, o departamento médico para aqueles que precisaram tratar pequenas lesões e o trabalho físico para o grupo que não perticipou da partida da quarta-feira contra o Pelotas. O preparador físico Sergio Sanchez fez um trabalho leve de 20min com os jogadores. Já os goleiros não tiveram folga, pois treinaram forte com o no dpreparador de goleiro Jorge Dione.  Nesta sexta-feira, o grupo volta a treinar à tarde e foca a partida de domingo diante do Guarany de Bagé, no Estádio João Martins, às 15h. O zagueiro Fabio Souza pode ser a novidade para o jogo em que o 14 de Julho deseja fazer a pazes com a vitória. Abaixo: fotos dos trabalhos realizados no dia de hoje.